quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Eu e meu curso de francês...

Dia 2 de janeiro fui tomar uma cervejinha com uma amiga que vai-e-volta damos uma “tacadinha”. Entre um copo e outro apareceu uma colega do curso de francês, não acho tão bonita assim, mas tem uns peitões que sempre comentávamos no curso, usava cada decote show de bola.. dava pra notar que ela não gostava muito de sutiã e que os peitinhos dela eram durinhos por natureza. Pois bem, ela veio falar comigo, disse que tinha acabado o noivado e falou pra eu não sumir. Decidi acatar o seu conselho, procurei pelo Orkut e achei a garota, adicionei e trocamos MSN e celular, numa das conversas decidimos assistir um filme de francês juntos aqui em casa, o filme é bem conhecido e dizem que é bom, até porque não assistimos, se é que vocês me entendem, “la grande séduction” o nome do filme. Conversamos um bocado, falei que tinha tido um relacionamento meio secreto com a mentirosa e ela me contou os motivos pelo fim do seu noivado, no meio do filme começamos os processos.
Estávamos assistindo o filme, deitei e disse que ela iria ficar com a coluna doendo, caso continuasse sentada, com um sorriso cínico na cara, ela deitou, coloquei de imediato meu braço pra ela apoiar a cabeça, dali em diante foi tranqüilo, comecei a beijar o ouvido dela, passei pro pescoço, coloquei meu braço pela cintura dela e puxei de encontro ao meu corpo, ela começou a se retorcer, me levantei um pouco e busquei a sua boca, nos beijamos um pouco e a fiz ficar deitada de frente, passei minha perna por entre as pernas dela e fui pra cima, sem perder tempo, afinal, não somos mais crianças. Beijo vai, beijo vem, as patas do polvo entraram em ação, fui logo no símbolo do meu desejo em relação à ela, seus seios, passei a mão bem de leve por sobre um deles, depois apertei um pouco, fui beijando pela lateral do seu pescoço até a parte da frente, imediatamente abaixo do seu queixo, fui descendo em direção ao peito dela, afastando a parte de cima do vestido com a boca, foi ai que veio o primeiro “opa!”. Ela não deixava eu avançar muito o sinal, mas eu ia devagar por cima da faixa de pedestres, fui descendo a mão até chegar na xerequinha dela, por cima da calça, ia apertando, fazendo os movimentos circulares e tentando empurrar a entrada com o dedo, com o dedão da mesma mão eu ia puxando a parte de cima da calça até encontrar os seus pelinhos. Quando senti que era a hora, desabotoei sua calça com um só golpe, passei a mão por sobre sua calcinha e comecei a acariciar novamente a entrada, senti que nesse momento ela estava toda molhada, muito molhada, as coxas estavam encharcadas, a calcinha parecia que tinha acabado de ser lavada, empurrei a parte inferior da calcinha de lado e enfiei o primeiro dedinho. Enfiei e tirei algumas vezes, só pra me certificar que não haveria repulsa, depois voltei apenas pra entradinha e fiquei passando a primeira falange por ela, procurei seu clitóris e fiquei ali um momento, ela pediu pra tirar a calcinha, eu não iria negar que ela se sentisse mais à vontade, sou um bom anfitrião. Empurrei dois dedos pra dentro dela, encurvei-os para cima e fiz pressão naquela parte superior da vagina, pressionei para cima e para fora, ela delirava. Começou então a masturbar seu clitóris, gemia e rebolava no meu dedo, com meus dedos dentro dela, tava na hora do sexo. Mas ele insistiu pra que eu continuasse com os dedinhos, não gostei dessa parte, já imaginava o que estava por vir. Depois do gozo, algumas mulheres ficam mais excitadas, mas outras não querem mais continuar, e foi justamente isso que aconteceu. Logo depois que acabou, ela tinha uma festa pra ir, demorou mais um pouco aqui e foi embora. Tudo bem, deixaremos pra uma próxima oportunidade. Mas uma coisa depois aconteceu que me chamou bastante atenção. Uma outra menina também do francês e muito amiga dessa última, tinha pego meu e-mail, me adicionado no MSN e no Orkut, ela pegava carona comigo algumas vezes na volta do francês, mas na maioria das vezes não dava, pois eu estava indo pra casa da mentirosa. Ela me chamava pra sair, marcava de vim aqui em casa, mas nunca vinha, sempre desmarcava, até que eu cansei, odeio gente assim. Deixei de lado e me resumia apenas a responder as perguntas dela pelo MSN, até que ela cansou e deixou de falar comigo, mas aí... Teve uma dessas festinhas carnavalescas aqui, a festa foi no dia posterior ao meu encontro com a menina dos dedinhos, elas duas se encontraram na festa, o que conversaram eu não sei, só sei que no outro dia ela veio comentar meu nick do MSN, conversamos um pouco e lá veio ela falando de um encontro, perguntei se ela iria desmarcar novamente e ela disse que não.. Tudo bem, no sábado de carnaval à noite iríamos nos encontrar. Passei o dia inteiro no carnaval, estava cansado, mas ainda tinha um gás para o que viria. Cheguei no carro e fui logo ligando para ela, ela estava numa lanchonete e quando chegasse em casa e estivesse pronta iria me ligar. Sinceramente eu até achava que ela iria desmarcar, mas isso não aconteceu, tomei um banho, passei um perfume, me arrumei e esperei sua ligação, quando cheguei no prédio dela e ela apareceu, a primeira coisa que percebi foi como o peitinho dela era maior que eu imaginava, a segunda.... ela estava de saia.
Viemos pra casa, coloquei o filminho (notaram como isso funciona?), ela foi logo se deitando na cama, me deitei por trás dela e logo no começo do filme já comecei com os carinhos. Depois do velho esquema beijinho no pescoço-orelha, ela se virou e nos beijamos, logo no primeiro beijo já começou a acontecer o esperado. Fui pegando nos peitos dela por cima da blusa e logo passei a mão por baixo dela, fiquei por ali algum tempo e depois fiz um movimento para tirar a sua blusa, ela se curvou no sentido de me ajudar e ficou só de saia. Comecei a beijar o seio dela e coloquei a mão por baixo da sua saia e sobre a sua calcinha, naquele momento o meu colega aqui já estava latejando, doido pra entrar em ação, coloquei ele pra fora, retirei a calcinha dela, levantei sua saia e enfiei até o “talo”.
Foi tudo assim, rápido, sem muitas preliminares. Ficamos durante um bom tempo apenas no “papai-e-mamãe”, não sei se é por causa da região onde moro ou se minha bunda tem algum problema, mas não acho tão comum as mulheres pegarem na minha bunda, salvo as namoradas, mas essa era diferente, ela a segurava e empurrava para baixo me fazendo empurrar cada vez mais e nesses momentos sentia que o gemido dela ficava mais alto. Pedi pra ela vir pra cima, ela subiu e rebolou, rebolou bastante, claro que gosto de uma rebolada, mas também adoro ver e sentir aquele vai-e-vem de cima pra baixo, mas ela parecia gostar mais do rebolado.. não reclamei, estava apertando e olhando atentamente seus seios balançando sobre meu rosto, levantei meu tronco e comecei a chupá-los. Me apaixonei pelos peitos dela, até agora penso neles, uma delícia, tamanho certo, curvatura certa, empinados, o biquinho perfeito, a marquinha do biquini, tudo em perfeita harmonia.
Perguntei se ela queria que eu a comesse de quatro, ela respondeu: “me come de quatro”, é bom ouvir essas coisas.. Ela virou de quatro e fiquei olhando a sua bundinha de camarote com a saia puxada para sua cintura. Segurei a saia com uma das mãos como se segura as rédeas de um cavalo e com a outra mão espanquei a bundinha dela da forma que ela pedia e gozei.
Não sei se uma sabe da outra, acredito que essa última saiba que eu dei uns pegas na menina dos dedinhos, mas esta não saiba da outra. Mas eu não vou mais conceder a benção do meu peru à menina dos dedinhos. Desmarquei dois encontros e falei que iria ver um dia e a avisaria. O problema todo, ela se apaixonou.. começou a me ligar demais, quando eu entrava no MSN aparecia primeiro uma mensagem dela pra depois aparecer o quadradinho da quantidade de e-mails que eu tinha na caixa, foda.. Comecei a notar isso e me causou certa estranheza.. Tudo bem.. mulher é um bicho sonhador, isso eu sei desde quando meu pai me ejaculou dentro da vagina imaculada da minha santa mãe (ela merece um post, vou fazer...), mas que parte do “emendei um namoro no outro, agora.. só vou arrumar uma namorada no Canadá” ela não entendeu?? (eu já disse que to indo morar no Canadá?). Tudo bem, ela tá no processo de imigração, mas pelo amor de Deus, eu fui bem claro quanto a isso. Ela me disse que sabe que eu não sou o culpado, que sempre falei claramente, mas achou que pudesse ser diferente, mas não vai ser, me surpreendo não só pela fantasia criada por ela, mas também pela intensidade que a coisa rolou.. Foi apenas um encontro e dois dedos...
Bem.. o carnaval ainda me rendeu, até agora, mais 3 parceiras e uma possível nova parceira na quinta feira (e essa é a mais esperada, ô bicha BOA!!). No nosso próximo encontro vou falar da diabinha preta e da bailarina tarada... Até breve.

6 comentários:

Cafajeste disse...

Desculpem-me pelos possíveis erros de português ou formatação ou qualquer tipo de erro que porventura exista nesse post, já são quase 3 da manhã e tô morrendo de sono, sem tempo de revisar e corrigir os deslizes gramaticais.

Boa leitura e um ótimo dia ;)

Anônimo disse...

muito interessante ...
parece até um conto erótico...

aguardo o proximo post...
não demora tá?
bjus
Menina

Anônimo disse...

Ah nao viu!
venho todo santo dia...

quero post novo!!

rsrs

bjoooosss

Menina

Bia disse...

Tá bom cafajeste, a gente te perdoa!

Arrumou um(a) novo(a) fã ávido(a) por novos posts aí em cima, hein hehehe!

Bom, falando sobre ele: mais detalhado, impossível!
E, falando da parte que mais me fez rir - pra não dizer gargalhar: "quando eu entrava no MSN aparecia primeiro uma mensagem dela pra depois aparecer o quadradinho da quantidade de e-mails que eu tinha na caixa"...

USUHSAUHASUUHHUSAHUSAHAS SEN-SA-CIO-NAL!

Tá indo pro Canadá? Me leva! Adoro aquela terra!
Ó, mas não esqueça o blog hein!

Abraços e boa viagem!

Anônimo disse...

Meu irmão, estava eu e um amigo conversando e tivemos a mesma ideia que vc, pena q um pouco atrasados hehehehehe
Cara eu tbm imigrei aki pro Canada hehehehe e esse meu amigo tbm ta vindo, porra temos q manter contato kakakakakaaka teus post são 10

Vou deixar meu email aki, depois tu apaga o post
cleiton_jose@yahoo.com

Daniele disse...

Hummm...
Meio estranho:a menina dos dedinhos estava de vestido e vc 'desabotoou a calça com um só golpe'? Meio controverso, hahaha..
Whatever...