segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Mulheres Cafajestes

Elas andam se multiplicando feito um vírus, meu amigo, e são capazes de colocar você no chinelo.. Nem tente competir com uma delas, pobre de você se o fizer.. Mulher quando quer trair é muito pior que qualquer um de nós, a nossa sorte são os “bons costumes”, mas como eu disse.. elas estão se multiplicando..
Esse tipo de mulher pode ser a sua melhor ou pior companhia, isso vai depender da posição que ela se encontra em relação a você. Se ela está em cima ou embaixo do seu corpo suado, é uma boa companhia, mas se está ao seu lado, de mãos dadas, pagando romance... Hummm...
Pra começo de conversa, acredito que homens e mulheres são bem parecidos, praticamente iguais, a grande diferença surge na forma de pensar e no fato de o homem ter cabelo no peito, tem o queixo cabeludo e a mulher não tem. Não sei bem se a própria natureza criou essa diferença de pensamentos, ou se ela é adquirida pelos costumes da sociedade. Mas de qualquer modo, as mulheres costumam romantizar tudo, aprendem que trair é errado e gostam de julgar umas às outras da pior forma possível, mesmo as outras tendo feito algo que elas desejam fazer, se é que já não o fizeram.
Às vezes penso se não foi pensando nessa igualdade de desejos e na desvantagem que nós homens levamos, em relação às mulheres, que algum homem algum dia teve essa brilhante idéia de impor essa diferença social de que “o homem pode, a mulher não”. Tá bom... algumas pessoas podem dizer que nenhum dos dois pode trair, mas convenhamos que o homem trair é mais aceitável perante a sociedade, sejamos realistas.
Pessoalmente, acho válida essa barreira social, não por ser homem, mas justamente por admirar a mulher, a sensibilidade da mulher, a sua fragilidade e sua doçura, é isso que nos atrai. Imaginem só se as mulheres tivessem o mesmo comportamento do homem... arrotando alto, coçando o “saco”, assistindo o jogo do corinthians, tomando uma cervejinha e chamando o juiz de “filho da puta” depois de ter voltado 2 vezes o pênalti defendido. Isso não me abre o apetite..
Mas infelizmente nem todas as mulheres pensam assim, elas também querem ter algumas “regalias masculinas” e abrem a concorrência, desleal, diga-se de passagem. Essa deslealdade vem justamente do fato de que nem todas as mulheres são cafajestes e todos nós temos um grande potencial em sê-lo, por isso, a demanda delas é muito maior do que a nossa.

O Diagnóstico

É muito difícil separar o joio do trigo, principalmente se tiver alguns grãos de sentimento na mistura, mas as evidências aparecem, ninguém consegue ser outra pessoa o tempo todo, basta ficar atento, um olho no padre e outro na freira. Sempre digo a quem se dispõe escutar, que a melhor coisa pra descobrir uma infidelidade é deixar a pessoa bem livre.. Quer sair com as amigas? Vá... Isso porque quem tem muita facilidade vai se tornando relapso, até que um dia a casa cai, o quanto mais você apertar, mais bem feito ela vai fazer.
Sempre desconfio de pessoas muito ciumentas, possessivas.. acredito que essas pessoas julgam baseadas no que elas fazem ou então por uma falta de confiança, portanto se esse tipo de pessoa demonstra confiar no seu taco.. desconfie dela.
Se você perceber que a sua mulher fica olhando pra um carinha na balada, pode ter certeza que ela é cafajeste, olhar todo mundo olha, mas continuar olhando é diferente. Na grande maioria das vezes você só percebe que a sua namorada é cachorra depois do fim do namoro. Isso ocorre quando a sua ex continua lhe procurando mesmo depois de já estar namorando com outro. Independente da história que vocês construíram juntos, se ela trai o namorado atual com você, quem garante que ela não fez o mesmo na sua gestão?. Sempre digo que amizade entre homem e mulher vai até onde ela quer, mas amizade com ex, sei não.. Nem tanto por causa da mulher, mas se o cara souber como fazer certinho, a probabilidade dele levar ela “no bico” é muito grande.
Elas costumam desligar o celular, ou deixá-lo em silencioso, evitam entrar no MSN quando você está por perto, vez ou outra pode aparecer um amigo do qual você nunca ouviu falar, ou ela vai sair com aquela amiga sumida que nunca foi apresentada à você e dificilmente será, mas o foda mesmo acontece quando você liga pro celular dela e ela não atende. Não que seja determinante, até porque às vezes nós mesmos não sentimos ou escutamos o celular vibrando no bolso da calça, numa bolsa feminina então.. é pior ainda, mas se isso acontece com uma certa frequência, vá se preparando para o pior.
Mas todas as evidências são muito subjetivas, às vezes ela é distraída mesmo e não ouve o celular, amigas desconhecidas podem realmente ter aparecido e o celular desligado é apenas para ninguém incomodar durante aquele momento que ela está com você e deve ser aproveitado da melhor forma possível. O que você deve prestar atenção mesmo é no jeito dela, na forma dela lidar com as pessoas, no modo que ela fala ou se senta, gesticula, na forma que ela bebe no copo ou que fuma o seu cigarro, basta um pouco de sensibilidade pra notar os indícios.
Não se preocupe em diagnosticar prematuramente, provavelmente você será o último a saber, o que distingue o “corno” do “traído” é a passividade do mesmo perante a descoberta, não que você deva dar uma surra na vadia, ela deve até merecer, mas, por favor, tenha um pouco de amor próprio e mande ela tomar naquele canto que se você não comeu, deve estar sentindo um enorme arrependimento de não ter insistido mais um pouquinho.

Tratamento

Não existe um tratamento seguro pra qualquer que seja o sexo do cafajeste, o prognóstico é o mais sombrio possível, às vezes um susto pode dar certo, sentir a dor da perda pode colocar a pessoa nos eixos, mas mesmo assim, acho muito difícil.
Existe um tratamento paliativo, apenas pra cessar a dor do chifre.. traindo de volta, ou então extirpando esse câncer da sua vida, isso deve causar uma sensibilidade dolorosa, mas com o tempo a dor é aliviada até que ela suma de vez, contudo, esse tipo de tratamento é bastante traumático para o paciente, não apenas pelo incômodo pós-cirúrgico, mas sobretudo pelo trauma causado no momento da descoberta.
Mas se você não quer nada sério com ela, aproveite o seu momento, teste com elas novas experiências, comece a perguntar se ela tem curiosidade de uma transa grupal, mesmo que você a coma com outro amigo, é uma experiência válida, só tome o cuidado de não ficar tão próximo dele e quem sabe você não tem a sorte dela lhe convidar para você transar com ela e com uma amiga? Acredite em mim, fácil de acontecer não é... Mas existem váááárias mulheres com essa curiosidade.

Efeito Colateral

Sempre que você esbarra com uma mulher canalha, é bom manter uma certa distância, isso para não se apegar muito, se elas quiserem namorar com você, elas farão de tudo para que você se apegue a elas, com um bom sexo, isso não é difícil de acontecer. Apaixonar-se por uma delas é mais que um problema, é um erro.

De qualquer forma, acredito que seja como eu disse antes, não tente diagnosticar de forma prematura, não procure pentelho em ovo de galinha, aventure-se sempre que achar conveniente, dê uma prova de confiança, se ela não merecer... acabe o relacionamento, ou conforme-se. E não confunda mulher liberal de mulher cafajeste, o que distingue uma da outra é praticamente o que ela faz quando NÃO está com você.

Uma belíssima vez... Eu e um amigo meu entramos num grupinho, nesse dito grupinho havia várias mulheres, umas gatinhas e outras nem tanto e pouquíssimos homens e com certeza eu e ele éramos os melhores. A gente sempre se reunia na casa de uma delas, para tocar violão, tomar algumas geladas e dar uns pegas nelas. O meu problema era que eu fiquei afim de dar uns pegas na mais gatinha de todas, e ela estava na minha, mas a merda era que a dona da casa, que tinha namorado, tava afim de mim. A dona da casa estava incluída no grupo das “nem tanto” e eu num tava querendo perder uma sereia por causa de um peixinho qualquer, resistia bravamente a cada entrada que ela dava em cada encontro naquelas noites de sábado. Mas uma coisa não me agradava, subitamente, a minha sereia deixou de ir aos encontros, na verdade eu só a encontrei lá no primeiro encontro que eu fui... tempos depois fiquei sabendo que a presença dela era boicotada pela dona da casa e o motivo vocês já devem saber qual era. Sou muito cabeça dura, quando miro num alvo eu só vejo ele, isso pelo motivo de já ter me arrependido muito depois de abater a presa errada, mas acabei pegando a dona da casa, depois de beber algumas coisas deitado na cama ao lado dela, acabei me rendendo e pra não me afogar, deixei a sereia de lado, lá no fundo do mar, ”quem dera ser um peixe”.... Mas o meu amigo estava muito bem obrigado, que eu me lembre agora, o filho da mãe pegou 3 delas e uma delas é o assunto de hoje. Porra.. Se eu pudesse estabelecer o conceito de uma mulher cafajeste, eu descreveria a vida daquela sujeita, ela era gostosa e o pior é que sabia disso, esse é o tipo de mulher mais perigoso que existe, a que sabe que é gostosa, ela usa isso contra você. Eu e meu amigo comentávamos dos dotes físicos dessa fulana e vontade de dar uns pegas nela não faltava, mas ela tinha um namorado e a gente conhecia ele, o cara era gente finíssima, apesar de ter cara de babão, aquele tipo de namorado que endeusa demais a mulher e é o tipo do cara que acaba se fudendo, pois é.. ele se fudeu. Ela sempre dava umas folguinhas pra gente, sempre vinha dando um molinho, elogiava demais pra uma mulher comprometida e tava sempre puxando assunto quando entrávamos no MSN. Ao mesmo tempo que ela nos dava essa brecha, ela falava da pureza do seu relacionamento e da sua virgindade e quando o assunto era traição ela recriminava veementemente a postura do traidor. Obviamente, percebíamos que ela não prestava, e aquilo foi me irritando, odeio gente falsa, não suporto falsidade, demagogia e hipocrisia. Fechei-me pro lado dela, não aguentava mais falar com ela e fui me afastando, aconselhava ao meu amigo não ficar com ela por causa do cara, o cara apesar de idiota era gente boa, mas quem disse que ele me ouvia? Ele só pensava em dar uns pegas nela e sempre colava pra mim as conversas no MSN e eu notava que a coisa esquentava cada vez mais, aos poucos ela mostrava quem ela realmente era e comecei a ter pena do seu pobre namorado apaixonado.
Na última festinha que eu fui dessa turma, tudo aconteceu de forma fora do normal, apareceu homem demais, continuávamos a ser os melhores “by far”, mas mesmo assim havia mais homens do que mulheres, as mais gatinhas não foram, a bebida acabou rápido, ninguém queria tocar o violão, muitos casais sentiam necessidade de ir ao banheiro ao mesmo tempo e demoravam um pouco lá, inclusive um casal de lésbicas que nunca tinham ido antes, o quarto ficou um pouco mais movimentado e foi justamente onde meu amigo pegou a fulana e eu a dona da casa, parecia que a única coisa normal que acontecia era a ausência da minha sereia. Eu tava bebendo e conversando com umas meninas que eu conhecia da faculdade, que também nunca tinham dado o ar da graça antes, de repente senti a falta do meu amigo, perguntei por ele e me disseram que ele estava no quarto conversando com um pessoal que estava lá, fui ao banheiro e na volta passei pelo quarto, era hábito naquela hora da noite, algumas pessoas irem para um dos quarto deitar na cama, conversar e trocar uns carinhos bobos, massagem, alisar o cabelo, deitar no colo, essas coisas que começam assim e costumam terminar bem... Só que o pessoal estava no outro quarto, no quarto que fui estava só meu amigo em pé dando o primeiro beijo na dita cuja, quando abri a porta os dois deram um pulo e olharam espantados, sorte deles que era eu. Depois disso não aguentei mais a dialética furada daquela garota, sempre que ela falava do quanto amava o namorado ou sobre traição eu passava na cara dela o que eu tinha visto, não sei como, mas ela apesar de assumir que tinha ficado com meu amigo, ainda negava que tinha traído o namorado... Como assim, Bial?... Acho que ela tentava me convencer, ou se convencer, negar o que fez pra não perder a razão do seu discurso.. faça o que digo, não faça o que faço.. Depois disso tudo, aquele grupinho meio que perdeu o sentido pra mim, eu não tinha ficado com minha sereia.. E agora é que ela seria boicotada mesmo, peguei a dona da casa aos 48 do segundo tempo, lá no finalzinho da festa, quando já não tinha mais quase ninguém, só 2 casais deitados na cama. Não sei com certeza o que aconteceu, acho que esculhambar a fulana escrota e depois ficar evitando a dona da casa foi demais praquele grupinho, mas a relação entre o grupo e eu esfriou muito. Sei que foi um erro e irei comentar no próximo post, tenho a ciência de que perdi várias candidatas com esse afastamento, ou melhor, elas me perderam e por ter um coração caridoso isso vai contra a minha natureza.

6 comentários:

Lily disse...

Bom, ao meu ver, nós mulheres temos todo o direito de sermos cafajestes!! rs
Queria eu ser uma tb!
Mas, infelizmente, não consigo!

Se eu tiver com um carinha e estiver apaixonada por ele, não vou trair mesmo! Nunca traí, aliás!

Mas enfim...
A mulherada tá é certa de se tornar cafa! É a nossa vingança! E sabe q mulé qndo se vinga é si-nis-tra, né?! rsrs

Bjkssss

Uma mulher disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Uma mulher disse...

Como vai Don Juan?!!!!

Ah, nem gostei muito de algumas coisas que vc falou, achei um pouco machista mas concordei em vários pontos. De fato tem muita mulher que quando quer ser cafa, é pior que homem, e olha que eu tenho visto muitas por aí. Mas nem tem como dar uma receita de que as mulheres com determinadas caracteristicas são isso ou aquilo, porque eu vejo muita menina de saia no joelho, cabelo na cintura orando a Deus tds os dias que Não prestam!!!

Eu por exemplo, sou possessiva e ciumenta, adoro futebol, aliás asssiti todos os jogos do meu time ( Botafogo) no Brasileirão, fui ao estádio, e ainda dei conta de times secundários como Palmeiras, corinthias e Flamengo ( eca), adooro jogar sinuca, sou super liberal com a pessoa que me relaciono e não sou CAFAJESTE rsrsrsrss... Não proibo de sair, nem fico em casa qnd eu quero me divertir... Quanto a história real, adorei, adoro o modo como vc detalha as coisas.. Ainda não tive tempo de atualizar, tô indo à embrapa tds os dias e tenho ficado lá por bastante tempo!!!!
Beijão

Ingrid

Leandro Ravaglia disse...

Triste sair de casa pra uma festinha e dar de cara com uma casa cheia de homens.

Anônimo disse...

Ah,ah, e aí nossa adorei este blogger...vou cntar um poquinho de mim,eu não sou cafa mas passo a impessão que sou qdo.estou nos meus lugares de lazer(bailes)sou divoriciada a 8 anos,qdo.recomecei minha vida de solteira só me
reencontrei treis anos após ter frequentado barzinhos(não suporto)mas o dia que fui em um forró que por sinal é perto de minha casa, nooossa adorei, só durante uns dois anos eu ía somente pra forroziá, só que depois deste período conheci um baiano e nos apaixonamos,só que ele é muiito cafa e eu começei trabalhar isto em meus sentimentos, pq mesmo ele sendo cafa, ele me adorava e adora até hj.como eu saquei isto o que fiz: somente com relação a ele me tornei uma¨cafa¨pq senti que na verdade é o jeito dele que me instiga,pq o cafa é uma pessoa que só sente-se vivo se tem muita exitação por isso eu não sinto que seja uma necessidade de alto firmar,ao contrário é muita segurança e as pessoas é que se sentem atraída pq a energia de uma pessoas cafa é muito marcante e no fundo td mdo.quer ser mas não tem coragem de experimentar.Eu experimentei e gostei, ainda mais que só me comporto assim com este cara eu consigo não misturar as coisas. E olha que ela ¨corta um doze¨comigo pq ele não sabe lidar com esta situação, até antes de me conhecer só se relacionou com mulheres que se apaixonam e ele é quem puxa as redeas e comigo não é assim, ao contrário eu sou apaixonada por ele...mas eu que conduzo a situação; já cheguei a pensar que estes nossos sentimentos poderiam ser doentil, mas agora entendo que não é apenas dois seres que não se gostam simplesmente e sim gostam de desafios...e vamos deixando o tempo passar pq td nesta vida é passageiro, mesmo que só termine qd.teminar aqui nossas existencias..bjs a todos que ler este...

Fernando disse...

Eu só lamento mulheres que se tornam cafajestes por vingança. Pois ela está fazendo algo por outra pessoa e não por ela mesma.