sábado, 5 de abril de 2008

Um pássaro na mão e três voando..

Eu tinha escrito um post minucioso sobre “Pê”, a garota que eu estou/estava interessado, agora eu já não sei direito.. hehehe.. e não é nenhuma volubilidade minha, é por uma questão de comportamento e incerteza. Ela é meio fria, não gosta de expor o que sente e é muito tímida, noto o quanto que ela fica desconcertada pra me fazer um carinho. Mas tem mostrado um certo interesse, de uma forma indireta. Ela mostrou meu perfil do orkut pras amigas, logo no outro dia que ficamos ela contou pra professora de francês e pra algumas meninas da turma, me mandou uma mensagem no sábado pra nos encontrarmos e reclamou por eu não ter respondido. Mas eu considero isso pouco, não tô acostumado com isso, tô acostumado em ser babado e paparicado, ser chamado de “meu lindo”, “meu amor”, “paixão” e essas frescuras que nos massageiam o ego. Ainda tô aguardando o momento certo pra conversar direitinho com ela.
Ah!! Esqueci de contar, a gente tá ficando, já saímos umas vezes, fomos pro cinema, barzinho, inclusive com a turma, quando ela fez questão de ficarmos juntos, mesmo eu dizendo que se ela não se sentisse confortável, poderíamos ficar separados. Me senti super à vontade pra pagar as contas e a entrada do cinema, uma vez que ela sempre se disponibilizou a pagar e inclusive reclamou por eu ter pago, mas é claro que elas gostam.
Fato é que eu estou disposto a ter algo mais sério e admito que a forma de tratar-lhe está longe da forma com que trato as outras meninas com quem saio, mas não tô arriscando tanto. Já me queimei com três meninas por estar com ela, dentre mensagens não respondidas, “binada” no celular (apertar o botãozinho vermelho quando alguém liga pra você e fingir que está falando com outra pessoa), ainda dei um bolo numa menina que deixei de stand by e esqueci de desmarcar.
Não posso me arriscar tanto por algo que é tão incerto, só espero o momento de levar ela pra cama para esclarecer algumas coisas e tomar algumas decisões, porque, claro, não estou disposto a não incluir uma delícia como ela em minha lista.
Hoje tomei uma decisão, paciência cafa, paciência.. Mas tô super impaciente.. não só pelas características desse “relacionamento” frígido ou da mudança pela qual minha vida está passando, mas porque binei uma pessoa que eu não podia.

Semana passada, quando “Pê” me mandou a mensagem e eu não respondi, eu estava com a menina binada, nosso relacionamento se arrasta por uns 3 anos, às vezes passamos meses sem nos ver, mas quando nos vemos, rola um sexo bem interessante. Não apenas por ela se garantir na cama, mas pelo fato de rolar em condições incomuns.
Ela é uma verdadeira devassa, gosta de ser observada, transar ao lado das amigas e, graças a Deus, um ménage à trois, delícia. Eu estava em casa, tinha acordado a pouco tempo quando ela me ligou me chamando pra ir na casa dela, estava apenas ela e sua melhor amiga, a qual ela me pediu pra beijar na frente dela e eu, como cavalheiro que sou, não recusei. A amiga dela é do estilo ninfetinha, baixinha, magrinha e branquinha, com uma pitada de “presença de Anita”, já tivemos um momento de intimidade maior, quando eu fiz uma massagem nela e apalpei seus peitinhos, naquele dia chegamos perto de um ménage, se não fosse pelo ciúme da menina binada. Tínhamos bebido a noite quase toda e o dia já amanhecia, começamos a transar, os dois completamente nus, sobre a amiga dela, deitada no sofá, ela adora transar sendo observada, dependendo da parceira, eu também, óbvio que não iria expor uma namorada à isso.
Pois bem, chegando na casa dela, estávamos os três e passou-me pela mente se não iria ocorrer algum ato luxurioso com o trio, mas após o episódio de ciúmes, eu e sua amiga nos afastamos um pouco, estou tentando recuperar lentamente a antiga situação. Ficamos assistindo televisão e nos deparamos com a coisa mais ridícula que possa ser televisionada, a dança do quadrado no programa do Luciano Huck, passamos o resto do dia ridicularizando algo que aparentemente não poderia ser mais ridículo do que, por si só, já o é. No meio da tarde, a ninfetinha virou de costas e começou a dormir, ao menos parecia dormir, foi quando o ato libidinoso começou a ocorrer. Começamos a nos beijar, ela colocou sua perna no meio das minhas, passei minha mão por dentro da sua bermuda e comecei a pegar na sua bundinha, que é perfeita, ela ficava esfregando a sua perna nas minhas “coisas”, foi então que desabotoei sua bermuda. Pouco tempo depois já estávamos transando, ela subiu em cima de mim e começou a cavalgar-me, sua amiga continuava imóvel e me deu uma grande vontade de propor algo mais excitante, envolvendo sua amiga em nossas aventuras, mas me contive.. calma, cafa, calma...
O engraçado é que ela manda bem, mas num aguenta muito tempo de diversão, ela goza muito fácil, rapidamente.. e quando goza... quer parar, depois da segunda gozada, começou a me perguntar se eu não iria gozar.. e isso é um saco. Gozei.. Ela se levantou e foi no banheiro, fiquei deitado, com o pau de fora, sozinho com sua amiga, ela estava deitadinha de costas, coma bundinha virada pra mim, fiquei olhando, olhei mais um pouquinho e me imaginei encoxando ela por detrás, levantando seu cabelo, amarrado em um rabinho de cavalo, e chupando seu pescoço, o pau começou a subir, resolvi por a bermuda antes que o sangue começasse a deixar de irrigar a cabeça de cima e a debaixo tomasse conta de mim... a vida é dura..
Mais tarde chegou outra amiga delas, uma delicia, não fosse pela verborragia que insistia em defecar em meus ouvidos, poutz.. como fala merda aquela garota. Nos chamava para passar a noite em sua casa de campo, iríamos só os quatro, beberíamos vinho, comeríamos fondue e daria mais umazinha mais tarde. De início pensei que após algumas taças de vinho, poderia ser mais fácil de rolar uma transa a três, mas depois achei que seria muito difícil acontecer isso com a presença da outra amiga, que é bem menos íntima. Resolvi ficar, até por que pretendia ver “Pê” ainda naquela noite.
Minha parceira insistiu, fingiu estar com raiva, perguntou se eu iria ver outra pessoa, mas depois ficou na boa, vim para casa correndo, quando liguei o celular.. lá estavam duas mensagens de “Pê”, uma me chamando pra sair, outra reclamando por eu nem ter respondido.
Chegando em casa liguei pra ela, disse que a bateria tinha descarregado e só pude ver sua mensagem agora, ela me disse que já estava ficando tarde, era perto das dez da noite já, e não iria mais sair, fiquei com a consciência pesada, mas combinamos um cineminha pro domingo.
E assim vou vivendo a vida, aproveitando as incertezas e fugindo das impossibilidades, soube hoje que “Pê” está bem mais interessada do que aparenta, mas resolvi deixar o post como havia começado ontem, não iria refazê-lo pela terceira vez. Já a garota binada... emudeceu-se, não me ligou mais, não respondeu a única mensagem que enviei, dizendo que apertei sem querer o botão end e não pude retornar por não ter pago a conta desse mês... Vou deixar a raivinha passar e depois conversar com ela, é bem mais fácil e eu sempre digo isso.. quando a pessoa está com raiva, chateada com você, deixe passar um tempo, se ela se importar com você, a sua distância fará com que ela tema a sua perda, depois de algum tempo, apareça, peça desculpas e tente fazer com que ela se sinta culpada por não acreditar em você, ou então, faça como eu... dê um sorriso canalha, diga que não sabe viver sem ela e diga-lhe pra deixar de besteira.

** Amigos do google, se você chegou até aqui procurando informações sobre imigrar para o Canadá... Tenho outro blog para isso, mas infelizmente não posso divulgá-lo neste aqui, espero a sua compreensão e agradeço a sua visita **

17 comentários:

Renata disse...

"... quando a pessoa está com raiva, chateada com você, deixe passar um tempo, se ela se importar com você, a sua distância fará com que ela tema a sua perda...". Sei não, isso não funciona muito comigo não... Acho que me magôo fácil! rsss

Bjosss

Lily disse...

bom... só digo uma coisa: não se pode ter tudo! se vc quiser msm se acertar com a Pê e apostar num sentimento de verdade, melhor deixar a outra vida de lado, sabe?
mas enfim... vc é cafa! não sei pq eu perco meu tempo te falando isso! rs

e sobre o final: nem sempre! chega uma hora em q essas idas e vindas realmente esgotam qqr sentimento! ainda mais se nesse meio tempo em q vc está longe, a menina encontrar outro cara...
não aposte tanto nisso, hein!

bjksss

Ptisa Molodói disse...

Ah Cafa... uma hora a raivinha vai passar...
O problema é se a raiva passar e a menina desencanar... ai é osso...
Onde está sua descrição q comentou esses dias lá no rassudocar? tá postada?
Bjss

Cafajeste disse...

E quem disse que ela já não arrumou outro??? Pra ser mais direto.. quem disse que ela nunca teve outro além de mim?? Ela é tão canalha quanto eu e por isso nos damos tão bem...

Quarta (amanhã) ela sempre liga.. Só que eu pretendo sair com "Pê".. portanto, meu celular estará desligado.. a merda é que ela pode pensar que é proposital.. pq eu sei q ela sempre liga na quarta..

Mas como eu disse.. É só dar um tempinho que ela esquece.. ;)

Lily disse...

(respondi seu comentário lá nos meus comentários tb)

agora respondendo à sua resposta: tenho quase certeza (não posso ter certeza absoluta pq não a conheço) q ela provavelmente só tem outros caras pq VOCÊ nunca deu prioridade a ela! eu já cansei de fazer isso e a maioria das minhas amigas tb...
resumindo: se vc não qr q ela seja a sua nº 1, então ela tb não vai deixar vc ser o único!
e outra coisa: já q os dois se dão tão bem, pq vc nunca abriu a cabeça pra pensar nela como mulher não no sentido carnal, mas no sentido sentimental da coisa? se a sintonia é tão grande, pq não tentar dar certo com ela e não com uma mulher q aparentemente é tão diferente de vc, q provavelmente iria te podar, vc seria obrigado a mentir pra ela pq ela não saberia ser sua amiga plenamente, etc, etc...?

vcs homens, hein!
só não vêem o q tá na cara pq não querem!

bjksss

Lily disse...

querido, até entendo o seu lado! mas acho q vc faria exatamente igual, se estivesse no lugar dela!

e eu realmente não acho q mulher cafa é pior q homem cafa... acho q é tudo farinha do msm saco!

aliás, esse é um bom tema!
acho q vou escrever sobre isso! rsrs

(e é sério! são assuntos mais gerais msm! a vida não presta mas tá paraaaaada ultimamente...rsrs!)

bjksss

Anônimo disse...

Fala Cafa! De pronto quero deixar claro que sou homem, já que, paradoxalmente, apenas mulheres comentam no manual do cafajeste (para homens).
Conheci esse blog ontem e já o li na íntegra seguindo seu conselho, de trás pra frente. Parabéns, muito interessante o estilo de redação, assim como o conteúdo. Confesso que te invejo, não tanto pelas mulheres (delas eu tenho minha cota), mas pela iniciativa de por em palavras experiências e idéias. Sempre tive vontade de criar algo parecido com esse blog, não necessariamente com esse tema, mas nunca tive tempo nem paciência para escrever, especialmente paciência.
Quero fazer apenas um comentário, e nele não consta uma crítica, só uma observção. Os primeiros posts apresentam um formato no qual você sugere dicas nos primeiros parágrafos para depois relatar uma situação, geralmente iniciado por "uma bela vez". Nesses últimos posts me parece que suas experiências tomaram o lugar das dicas e o "uma bela vez" foi abandonado.
De qualquer forma, belo trabalho.
Abraço
RD

Cafajeste disse...

É RD.. Penso nisso diariamente, acho que tô vestindo mais o "cafajeste" do que o "manual".. Mas é que tô com muita coisa na cabeça, sem estado psicológico pra fazer minhas reflexões.. hehehe
Penso que irei retornar, em breve, pra um estilo mais psicológico do que descritivo, gosto muito do assunto psicologia.

Valeu pela crítica, ela é bastante pertinente. Um abraço.

Anônimo disse...

Esqueci de comentar o post...
Já pensei muito sobre mulheres cafajestes e confesso que não cheguei a uma conclusão. Entretanto, prefiro acreditar que algumas mulheres estão cafajestes, não são cafajestes. Esse estado cafajeste temporário (que pode não ser tão temmporário assim) se deve ao fato da mulher ainda não ter encontrado seu príncipe encantado ou ter sido maltratada quando pensou que tinha achado. O sonho de amar e ser fiél a um homem é comum a toda mulher, independente de sua laia.

Anônimo disse...

Não vi que você já tinha me respondido.
Psicologia realmente é interessante e objeto de estudo fundamental para um cafajeste. Continue postando.
Abraço
RD

Uma mulher disse...

"... dê um sorriso canalha, diga que não sabe viver sem ela e diga-lhe pra deixar de besteira."

É por causa de caras como vc, que me motivam a escrever um blog!!!
Rs*

Cafa, e aí, tá menos tenso com a viagem?! Mudei de apê e estou sem computador, logo, não estou escrevendo. Só por curiosidade: já mencionei que moro em Brasília?!

Beijos

Anônimo disse...

cade vc cafaaa

sumiuuu

Ptisa Molodói disse...

Que triste... nunca mais postarás???
Bjs

Anônimo disse...

o cafa nos abandonou...
:(

Senhorita Tulipa disse...

ganhou uma leitora assídua meu caro!

parabéns pelo BLOG.
JA me diverti horrores por aqui. Concordo com muito do que vc fala.

Ah... esse é meu fake anda em desenvolvimento.
Beijinhos e posta mais!

Bia disse...

Meu querido Cafa: outro dia eu volto pra ler o post e fazer um comentario decente, ok?!

Beijão

Ana disse...

olha cafa vou te dizer na moral!!
muitas coisas que vc escreveu eu absorvi e tenho aprendido muito com tudo isso... Vc é muito verdadeiro em tdo aquilo que escreve!!! nós é que as vzs não aceitamos a verdade!! bjão!