terça-feira, 2 de outubro de 2007

Aprendendo conceitos e valores

Conceitos e valores são definições muito complexas, levando-se em conta que, o que é pra mim, pode não ser pra você, contudo existem conceitos similares que nos rodeiam.

Beleza: Vinícios de Moraes que me perdoe, mas beleza NÃO é fundamental. Afinal, o que é beleza? Beleza é tudo aquilo que nos agrada os sentidos, a beleza estereotipada jamais é uma condição limitante. Para os feios, resta a esperança de tentar ser atraente, educado, inteligente, ou... rico!!!.

Dinheiro: Tem uma frase que diz: "Quem gosta de homem é frango, mulher gosta é de dinheiro". Não é tão mentirosa quanto parece, existe um fundo de verdade nisso tudo, mulher gosta de presentes, cortesias, luxo, requinte e de um carro com ar condicionado. O dinheiro tem o seu papel, ele deve facilitar o seu trabalho, NUNCA fazê-lo por você, quem precisa de dinheiro pra levar uma mulher pra cama, de duas uma... ou não sabe se portar com uma mulher, ou tem o pinto pequeno.

Carro: Já que falamos em carro, vamos abordar mais o assunto. O carro é uma ferramenta importante nesse jogo. Ele quem nos conduzirá aos céus do prazer, é praticamente um Jesus Cristo do motel, "ninguém irá ao Pai, senão por mim". Somam-se vários pontos ao indivíduo capacitado de tamanha independência. Buscá-la em casa é importantíssimo, esperá-la entrar em casa, para sair com o carro, é fundamental. Mas, como deve ser seu carro? Obviamente existem as "Marias Gasolina", já tive a oportunidade de observar a facilidade com que algumas pernas se abrem quando estão em um banco de couro de um carro importado, mas na regra geral não precisa ser um importado, ou motor 2.0, muito menos rebaixado, o carro precisa ser limpo, cheiroso e um bom jogo de som, com uma boa seleção musical ajudará bastante, dirija com cuidado.

Charme/Elegância: Vamos tentar separá-los desta forma: charme é a interação entre o predador e a presa, elegância, como o comportamento do predador junto ao ambiente. Apesar desse item ser totalmente subjetivo, devemos sempre atuar baseado pelas informações previamente colhidas no período investigativo.

Uma bela vez conheci uma garota, ela tinha acabado de sair de um relacionamento de muitos anos, minhas intenções eram as melhores possíveis, ela era realmente linda e delicada do tipo "bonequinha de porcelana". Fiz tudo certinho, esperei o momento certo para o bote, passei 3 dias do meu carnaval xavecando a garota sem dar sequer um beijo (ao menos enquanto ela estava por perto), até que enfim aconteceu. Frio na espinha, tremedeira, xerostomia e ereção, tudo aquilo acontecia comigo num único beijo, ela era a pessoa certa. Talvez fosse, talvez não, isso nunca saberemos, mas o que realmente não era o certo era o meu carro, não que ele não estivesse nos conformes, mas o ar condicionado não queria contribuir. Imagine você andar sem ar condicionado no verão e numa cidade violenta, a janela não pode ficar aberta por muito tempo, talvez nem tanto pela violência em si, mas toda mulher quando sai para um encontro não quer o vento batendo no cabelo em que ela passou horas e mais horas dando "aquele tapa no visú". Sinceramente, eu que já estava nervoso e com a sudorese um pouco anormal, com aquele calor eu só pensava numa piscina. Senti que perdia vários pontos à cada gotinha de suor que insistia em sair pelos poros e tinha certeza que, naquela noite, aquele relacionamento tão promissor não teria mais prosperidade alguma.

(Lembrete: Nunca mais marque um encontro sem antes ter a certeza de que o ar do carro está funcionando).

São inúmeros os itens que mereceriam uma exploração maior, porém, isso poderia tornar a leitura monótona e decidimos explorá-los no momento certo.

8 comentários:

Bia disse...

Foi como já falei em um post meu: um carro direitinho não faz mal à ninguem!
Não mesmo!

Quanto à seleção musical: ponto importantíssimo e essencial, afinal, deixe pra ouvir seu funk baixo nível quando estiver sozinho, ok?!

Hehehe, bjaum!

Leo- disse...

Você já pensou em escrever um livro?

thiago disse...

Você já pensou em escrever um livro? [²]

Bento disse...

Ar Condicionado???

Mew, Eu tenho que me vira a pé.
E Garanto, é muito Mais dificil assim... Porem me viro Bem..
Por isso me considero bom no que faço, fazer Elas Virem Para sua casa de onibus só "pra te da oq comer" é uma sensação e tanto...

rsrs
Abraços
Bento.

Anônimo disse...

cara,um carro é bom, mas da pra se virar sem ele, como disse o Bento ai em cima.
mas o que eu percebi muito,é que as mulheres so vão atras de um cara sem carro se ele tiver um corpo meio escultural.
temos de nos movimentar se não adeus vaginas kkkkk

Lúcio disse...

Carro facilita bastante, mas não gosto de fazer dentro dele, a menos que eu esteja com um tesão de rachar paredes..prefiro a coisa bem confortável e o carro pra mim é mero coadjuvante....aliás, faz poucos anos que tenho carro, antes tinha que me virar a pé e de moto...e sempre me sai bem.
Como ser cafajeste faz o efeito manada e bola de neve, mesmo a pé sempre me cuidei muito bem, me vesti e perfumei muito bem (tenho gana por perfume)e quando uma contava pra outra o que eu sou capaz de fazer numa cama, atiçava a curiosidade feminina e o que menos importava era carro.Meus amigos, a curiosidade feminina é uma arma terrível a nosso favor.

Andrei disse...

Não sei a que público é destinado o blog, porque se é destinado a homens com dificuldades pra pegar mulher ta tudo errado! Beleza, o que tu disse sobre o carro está correto, mas primeiro é necessário explicar o que fazer pra mulher entrar no seu carro!
É a mesma coisa que ensinar física quântica pra quem tem que aprender a somar 2 + 2!

Andrei disse...

Isso é extremamente relativo, você é assim. Tem mulher que adora funk!